Nossa História

Imprimir
PDF

Tudo começou com muita força de vontade e determinação. Em 1979, ainda com o nome de Cerâmica Fênix, foram dados os primeiros passos rumo a uma história de sucesso.

Escolhida Rondonópolis como a cidade matriz, muito foi feito para o desenvolvimento da empresa e também da cidade, portanto fazendo jus a essa parceria de sucesso, o nome da indústria foi mudado para Cerâmica Rondonópolis. Nascia aí, um dos nomes mais sólidos na produção de tijolos e lajotas do Estado de Mato Grosso.

Em princípio, a estrutura era composta por fornos abóbodas que chegavam a consumir 600m³ de lenha, para fazer a queima dos tijolos. A secagem era feita de duas maneiras: parte da produção secava naturalmente e outra parte era feita com secador. Nesta época, eram produzidas de 300 a 400 mil peças por mês.

Pensando na qualidade dos produtos, na preservação do meio ambiente e no bom atendimento aos clientes, deu-se início, em 1989, ao processo de modernização da Cerâmica, com a construção de fornos contínuos que possibilitavam a queima de mil unidades de tijolos. Até então, era o forno mais moderno do Estado e da região Centro-Oeste. A empresa também passou a usar palha de arroz como combustível para os fornos. Tudo isso, além de contibuir para a preservação do meio ambiente, possibilitou o aumento da produção de 10% a 20%. Em 1992, a Cerâmica Rondonópolis já era a maior e mais moderna cerâmica da região sul de Mato Grosso.

[ Voltar ]